image OnFlag alcança certificação de Agência Inbound e fortalece parceria com a Resultados Digitais image Sofrendo com a taxa de conversão do seu e-commerce? Descubra agora como melhorá-la!

SEO em 5 passos: comece a gerar tráfego qualificado para sua loja virtual de forma efetiva

SEO-em-5-passos-Comece-a-gerar--tráfego-qualificado-em-sua-loja-virtual

Se você possui ou mantém um e-commerce no ar, sabe como a competição é acirrada na web. E você deve saber também que, salvo alguns nichos e casos bem específicos, a maior parte do seu tráfego vem dos mecanismos de buscas, principalmente do Google.

Logo, o SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de buscas) é a arma de inteligência nessa disputa pelos melhores lugares das páginas de resultados, ou seja, o topo.

Investir em SEO é indispensável para a competitividade necessária a qualquer loja virtual, e traz vários outros benefícios quando a otimização é bem-feita, dentro das boas práticas e possui regras de usabilidade que garantem um melhor desempenho em todos os sentidos.

Confira a seguir 5 passos de SEO para e-commerce que você deve conhecer bem e seguir à risca para aparecer bem nos resultados de buscas e aumentar consideravelmente o tráfego da sua loja virtual.

1. Invista em acessibilidade

Seu e-commerce deve ser acessível ao máximo. Por incrível que pareça, muitas “barreiras” são criadas a diversos tipos de usuário quando a acessibilidade não é prioridade, então seja legal e cuide para que sua loja virtual seja inclusiva.

Ser acessível vai além de um SEO eficiente, significa também incluir facilidade de acesso para usuários da web independente de como ele interage com a web — há surdos, cegos e pessoas com uma diversidade de condições que não às impedem de usar computadores, mas limitam bastante as suas possibilidades.

Garantir uma HTML otimizada não é bom só perante para o Google, mas deixa tudo mais fácil para qualquer pessoa acessar. O uso de parâmetros como o “alt” nas imagens, uso de cabeçalhos (h1, h2) e demais tags com a devida hierarquia e estrutura adequada serve exatamente para isso.

Na dúvida, siga os padrões da W3C, entidade que cria as normas para codificação de HTML e CSS.

2. Tenha URLs amigáveis

O endereço de uma página influi na relevância de acordo com o seu assunto, assim como o título e palavras-chaves usadas no conteúdo. Se o seu site não apresenta URLs amigáveis, e os links são formados por códigos incompreensíveis, é melhor corrigir isso, e rápido.

3. Dê atenção aos elementos de cabeçalho da página

Sabe os parâmetros de cabeçalho de uma página HTML, como “title” e “description”? Talvez você não os conheça, mas é a partir deles que o Google monta o snippet com o seu resultado para buscas de determinadas palavras chaves. Use esses elementos para moldar a forma como seu resultado no Google vai aparecer.

4. Otimize a velocidade de carregamento, isso influi no ranking dos buscadores

O Google preza muito pela rapidez de carregamento dos sites. Tanto o seu código quanto as imagens precisam ser leves e de rápido carregamento. Dê atenção também ao seu servidor. Se ele for lento demais, não adianta um site super rápido. Faça testes e tire a prova.

5. Capriche no conteúdo

O mais importante para indexar adequadamente o seu site em qualquer buscador é o conteúdo em texto que tem nas páginas. Além do nome do produto, certifique-se de ter uma bela descrição dele, com todos os seus detalhes e características, para que assim, a sua página seja relacionada a ele.

Use avaliações dos usuários para aumentar a relevância e a qualidade do conteúdo sobre o produto na sua página. Isso ainda agrega um fator social que ajuda bastante como argumento de vendas.

 

Não se esqueça de usar imagens grandes e de qualidade para mostrar o seu produto — vídeos também são muito bem-vindos, principalmente no formato de reviews e o “hands-on”, demonstrando a experiência de uso do produto.

Faça o dever de casa: o nome do arquivo da imagem, sua descrição, título e texto alternativo devem estar bem preenchidos no HTML. Isso garantirá a acessibilidade de que falamos no começo da matéria, além de um bom desempenho nas buscas de sites do Google e também nas pesquisas de imagens.

 

Gostou das dicas? Bem, isso é só o começo. Continue descobrindo muito mais sobre SEO para e-commerce, curta a nossa página no Facebook para não perder nenhuma novidade do blog. Até a próxima!

eBook Inbound Marketing para E-Commerce

Você também vai se interessar por: