image 5 dúvidas de Inbound Marketing que podem impedir o sucesso da sua empresa image Por que sua loja virtual não está vendendo (e como reverter isso)

Seu E-Commerce não tem visibilidade? O que falta é Inbound Marketing

e-commerce-nao-tem-visibilidade-falta-Inbound-Marketing

“Ô abre alas, que eu quero passar”. Foi assim, com muita personalidade e nobreza, que o inbound marketing surgiu, destacando-se como uma estratégia extremamente efetiva. Esse método chegou pra ficar, e, neste artigo, você saberá o que é o inbound marketing e como ele pode ajudar o seu negócio a crescer, gerando vendas e aumentando sua lucratividade exponencialmente.

Para início de conversa, você precisa saber que o inbound marketing (ou marketing de atração) é responsável por mais de 90% dos cliques na internet.

Pensando nisso, é fácil perceber o quanto esse conjunto de técnicas que compõem o inbound é necessário para o sucesso de um negócio na era da internet. Vamos saber, então, o que é o inbound marketing? Acompanhe!

O que é inbound marketing

Também chamado de “novo marketing”, trata-se de uma maneira convidativa e elegante em que há alguns passos para primeiramente encantar o cliente e, somente então, fazer uma oferta.

Perceba que é muito diferente do outbound marketing, no qual os anúncios e banners têm como objetivo alcançar o maior número de usuários possível e contar com a sorte para que um deles sinta-se atraído.

No inbound marketing, o cliente vem até você, gerando o que chamamos de leads qualificados, ou seja, consumidores que demonstram real interesse no seu produto.

As etapas do inbound marketing

O novo marketing possui algumas etapas para aquisição de clientes. São elas:

Atração

A primeira delas é chamada de atração, que consiste em criar artigos encantadores para alcançar um vasto número de internautas, com conteúdo relacionado ao produto. Nesse estágio, é muito importante pesquisar palavras-chave relevantes para o seu negócio e utilizá-las no título, entretítulos e no corpo do texto a ser redigido, o que chamamos de otimizar para os mecanismos de buscas. Assim, o seu conteúdo será encontrado com maior facilidade por buscadores como Google e Bing.

Conversão

A segunda etapa é a conversão, que visa transformar potenciais clientes em leads. Isso ocorre quando, ao consumir conteúdo relacionado, o internauta assina a sua newsletter, curte a sua página no Facebook, se cadastra em sua Página de Captura, entre outros. É um estágio de autorização ao diálogo, e, nesse momento, o potencial cliente começa a se engajar com a sua marca. Nesse momento, você começará a nutri-lo com conteúdo de interesse, e o e-mail marketing é um dos maiores aliados.

Fechamento do negócio

Quando as plataformas de e-mail marketing detectam um nível de engajamento superior ao dos demais usuários, é o momento de fazer a oferta: a etapa que visa ao fechamento o negócio. Nessa fase, o usuário possui um relacionamento estabelecido com a marca e, portanto, estará propenso a realizar a compra. Desse modo, após um trabalho que consiste atrair, engajar, encantar e converter, é chegada a etapa das vendas, que gerarão os resultados esperados por essa estratégia.

Por fim, após o usuário se tornar de fato um cliente, é o momento de mantê-lo, e você deverá continuar e encantá-lo com conteúdo relevante. Afinal, é muito mais fácil manter a lealdade de um consumidor do que adquirir novos, e você deve fazer isso por meio do encantamento dos seus já clientes.

O inbound marketing para e-commerce

Em qualquer loja virtual, o marketing de atração pode ser uma excelente ferramenta na aquisição de novos clientes. Ao firmar-se como autoridade no assunto e construir relacionamento com o consumidor, a confiança do usuário na marca torna-se essencial na etapa de vendas. E com ela, vem a lealdade, um dos principais pilares para se manter um cliente.

Veja como você pode utilizar o inbound marketing no seu e-commerce:

Tenha um blog e aumente o tráfego qualificado

Em uma das últimas alterações feitas pelo Google, a relevância dos sites que não possuem alta qualidade de conteúdo fez com que eles deixassem de figurar entre as primeiras opções nas buscas.

A qualidade dos artigos publicados sempre foi importante, porém, após essa atualização, ficou ainda mais. Ao publicar um post em seu blog, não o faça apenas para cumprir tabela. Publique o post com base no objetivo da sua estratégia de inbound marketing. Dê prioridade para a qualidade e não para a quantidade.

Outro ponto que devemos reforçar é que os conteúdos que você publicar devem ser exclusivos e feitos pela sua equipe. Usar artigos prontos ou republicados diminui a relevância do seu site. Ao atrair visitantes para o seu endereço, você deve estabelecer um relacionamento com eles.

Inicie a conversa com o seu cliente por meio das landing pages

Ofereça, por meio de uma landing page, um conteúdo que seja mais rico e profundo para agregar conhecimento ao visitante do seu blog. O objetivo é converter esse visitante em um lead qualificado.

As landing pages que mais se destacam devem ser observadas com cautela, pois são elas que vão dar o sinal verde para que você inicie uma campanha mais agressiva de marketing. Use os assuntos das landing pages que estão em maior destaque para aprofundá-los ainda mais, o que pode ser feito por meio de um e-book.

Atrelado a este e-book, você pode fazer uma ficha cadastral para capturar o e-mail do seu lead e, assim, aumentar a sua base de cadastro, oferecendo ofertas personalizadas de acordo com o gosto dele.

Quando você descobre quem é o seu lead e pelo quê ele se interessa, chegou o momento certo para estabelecer uma campanha de e-mail marketing.

Gere mais conversões com o e-mail marketing

Para o segmento de e-commerce, o e-mail marketing apresenta-se como um dos melhores canais, com alta taxa de conversão. Apesar do poder de alcance do e-mail marketing, é bom ter alguns cuidados para não errar na forma de abordar os consumidores. Veja algumas dicas:

  • Não seja adepto do spam: envie e-mails somente para a sua base de clientes cadastrados que te autorizaram o recebimento de propagandas por meio desse canal. Quando você envia e-mails para pessoas que não te autorizaram, a relação já começa estremecida, ou nem começa, pois os seus e-mails podem ser direcionados para a caixa de spam.
  • Estabeleça uma estratégia com a frequência: extremos não são saudáveis, certo? Enviar muitos e-mails pode incomodar. Enviar poucos e-mails pode não surtir efeito algum. Crie uma estratégia na sua campanha via e-mail marketing para conseguir chamar a atenção do seu consumidor, sem ser persistente e, ao mesmo tempo, respeitando o espaço dele.
  • Divida a sua base por segmentos: se cada pessoa tem as suas próprias necessidades, por que você enviaria o mesmo e-mail marketing para toda a sua base? Separe os seus leads por afinidade e faça uma comunicação direcionada especialmente a eles. Isso aumentará as chances do contato ser mais eficaz.
  • Fique de olho no título: assuntos desinteressantes e nada instigantes farão com que o seu lead não queira abrir o e-mail que você enviou.
  • O call to action deve ser atraente: o que você espera do seu lead? Que após a leitura do e-mail ele baixe um e-book ou compre um produto? Deixe isso claro por meio de um call to action atraente.

 

Para saber como aplicar essas técnicas em sua loja virtual, baixe nosso eBook gratuito aqui e tenha neste Guia, um manual passo-a-passo para gerar resultados em vendas.

 

Aprendeu o que é o Inbound Marketing e viu como ele é uma maneira inovadora de se fazer negócios? E você, já teve alguma experiência com essa estratégia? Conte pra gente nos comentários como foi!

eBook Inbound Marketing para E-Commerce

Você também vai se interessar por: