image Como colocar sua empresa na internet e usar o Inbound Marketing para captar clientes image Como sua empresa deve planejar o marketing para não perder dinheiro no próximo ano

Internet é a opção para ampliar seu negócio gastando pouco

ampliar-negocio-internet-Gastando-pouco

Mesmo tendo potencial, muitos empreendedores não expandem seus negócios por falta de capital para abrir filiais. Começar a vender pela internet pode ser a chance de crescer sem as despesas necessárias para a manutenção de lojas físicas.

Hoje, o investimento para a viabilização do e-commerce para os pequenos empreendedores é praticamente inexistente, como explica o consultor do Sebrae-SP, Gustavo Carrer:

“Há alguns anos exigia-se um investimento inicial mais elevado para utilizar a internet como canal de vendas, com formatação da loja e contratos de operação. Esse custo caiu aceleradamente nos últimos dois, três anos. Em alguns casos, a plataforma de comercialização tem custo zero. Existem operações que cobram um comissionamento: você não paga para usar a plataforma, não tem gastos com operação inicial ou com mensalidade, apenas paga uma comissão sobre as transações.”

Confira 10 dicas para sua empresa começar a vender online e ampliar seu mercado:

1. Registre o domínio

Para começar a operar, é preciso comprar o endereço do site e registrá-lo em nome da empresa, além da marca e do logotipo, nos devidos órgãos regulatórios.

2. Escolha a plataforma

Há opções gratuitas para quem deseja iniciar operando em um volume pequeno de vendas.
As plataformas pagas necessitam de investimento, mas oferecem suporte profissional. Escolha sempre de acordo com seu objetivo de negócio, pois migrações costumam ser uma grande dor de cabeça.

3. Escolha o parceiro de logística

Será o responsável pela entrega dos produtos. Com ele, defina o preço do frete que será cobrado e por qual meio as entregas serão efetuadas. Fique atento às particularidades de seu produto, como tamanho, peso e embalagem, além da localização de seu público alvo primário.

4. Defina o parceiro de pagamento

Saber como você receberá o dinheiro das vendas é importante. Fique atento às taxas e funcionalidades de cada player, como cobertura para fraudes e certificados de segurança.lembre-se que pagamentos efetuados com cartões de crédito podem ser repassados pelas operadoras até 30 dias após a compra, portanto é importante sempre ter um planejamento de caixa efetivo. Às vezes, é possível recorrer ao adiantamento dos recebíveis de cartão de crédito para receber o dinheiro antes deste prazo, mediante desconto de uma tarifa

5. Tenha garantias de segurança

Há certificados necessários que garantem que as informações dos clientes e de transações trafeguem no seu site de maneira segura.

6. Faça testes

O desenvolvimento toma tempo. Teste a loja em diferentes navegadores e dispositivos (computador, celulares e tablets) para se certificar de que tudo está funcionando corretamente.

7. Garanta uma boa experiência de compras

Disponibilize conteúdo descritivo, fotos e preços corretos. Cheque se é fácil achar o produto e se ele recebe baixa corretamente, com correta integração com o estoque.

8. Prepare as páginas do produto

Torne o produto tangível, com fotos reais, opções de ângulos para visualização, informações relevantes e espaço para reviews de usuários.

9. Invista em marketing

Tudo pronto? É hora de atrair seus clientes. Saiba onde está o seu público e qual a melhor maneira de atraí-lo. Trabalhe com palavras-chave em buscadores, redes de display, redes sociais e e-mail marketing, sempre buscando a conversão dentro de um valor que garanta sua rentabilidade.

10. Mensure aprenda e melhore

O seu negócio nunca estará perfeito. Para se manter lucrativo, é fundamental inovar sempre, identificando novas oportunidades e correspondendo adequadamente às necessidades dos seus clientes, a partir da coleta e análise de dados, dos anúncios às páginas de produto.

 

O tempo para retomar o investimento pode ser outra vantagem do e-commerce. “Para abrir uma filial de uma loja física você precisa gastar mais e existe um prazo maior para começar a lucrar. Alcançar o “breakeven” (ponto de equilíbrio) e ver o retorno do seu investimento costuma ser mais demorado”, afirma Gustavo.

O consultor diz que existem riscos em ambas as operações, mas destaca que os negócios online dependem de menos fatores externos: “Se você tem uma loja, um concorrente pode abrir outra na esquina. Ou então podem construir um shopping nos arredores. Podem mudar o sentido da rua ou transferir um ponto de ônibus. Tudo isso afetará o faturamento.”

De acordo com Gustavo, a internet torna possível que o empreendedor alcance um público mais numeroso e diversificado. As barreiras geográficas para quem tem um ponto físico são inexistentes no mundo virtual.

“Se você tem um ponto na (região paulistana da) Lapa, vai vender para quem mora no bairro e para quem transita por lá. Com um site, qualquer pessoa, de qualquer lugar, pode comprar. A internet é praticamente ilimitada. O limite acaba sendo definido pela sua capacidade de fazer com que a loja e os produtos cheguem ao conhecimento do público”, aponta, reforçando a necessidade de divulgação adequeada: “A montagem do e-commerce não é mais uma barreira relevante. Levar as pessoas até a sua loja é que exige investimento, seja através de ferramentas de marketing digital ou pela mídia convencional.”

Guilherme Lerner, diretor de Estratégia Digital e Inovação na ESV Digital, também destaca a importância de um trabalho eficiente de divulgação para que o e-commerce ganhe visibilidade e consiga crescer:

“É necessário elaborar uma abordagem multicanal para atingir o seu público, utilizando buscadores, redes de display, redes sociais e e-mail marketing, entre outras ferramentas. Saber quem é seu cliente, onde ele está e o que espera é essencial para abordá-lo com uma comunicação relevante, no momento correto. Se ele está pesquisando no Google, por exemplo, vale a pena fazer uma campanha com palavras-chave associadas ao produto de seu e-commerce.”

 

Sua empresa já vende pela internet? Está planejando ampliar seu público pela web? Deixe seu comentário! Conte quais são suas expectativas e objetivos para seu negócio na internet. A opinião de nossos leitores é fundamental para enriquecer as discussões no Blog.

 

Fonte: Economia iG

Entenda como criar um site sem erro

Você também vai se interessar por: