image Benefícios do Machine Learning no Marketing Digital da sua Empresa image O Debate sobre o Uso Confiável da Inteligência Artificial na Política

    5 Dicas para Aplicar Inteligência Artificial em Vendas

    Inteligência Artificial em Vendas

    Melhorar a performance em Vendas é um objetivo que ficou ainda mais desafiador neste cenário de crise na saúde pública e recessão econômica. Alternativas emergenciais como delivery e drive thru ajudam, mas não o bastante. Por isso, as empresas estão buscando formas de deixar o processo comercial mais eficiente, com a aplicação da Inteligência Artificial em Vendas. 

    O que era pensado para o futuro já se faz presente e acessível para a maioria das empresas, independentemente do porte ou área de atuação. 

    Entretanto, a aderência do pessoal de Vendas a esta realidade digital e automatizada é ainda pequena. O principal motivo, talvez, seja o fato deste profissional acreditar somente no poder do relacionamento. 

    Certamente, os melhores vendedores têm muito bem desenvolvidas as suas habilidades humanas. Por consequência, têm pouca familiaridade com o universo tecnológico. Em contrapartida, o time de Marketing trabalha muito mais confortavelmente com a computação de dados

    Ocorre que o modo como as pessoas compram também está mudando. 

    Antes de fazer o contato direto, o consumidor já pesquisou na Internet, avaliou a empresa e o produto, viu quem são o clientes e procurou saber a opinião das pessoas em quem confia. 

    Ou seja, quando o vendedor chega, o consumidor já percorreu mais da metade da sua jornada de compra. Portanto, ‘boa lábia’ vai fazer pouco efeito. Principalmente no caso das empresas que não colocaram em prática uma eficiente estratégia de Marketing Digital.

    E é exatamente neste ponto que entra a utilização da Inteligência Artificial em Vendas.

    Isso porque durante a jornada de compra, o consumidor deixa pegadas. Quando visita sites, assiste a vídeos, preenche formulários e baixa materiais educativos, por exemplo.

    Isso gera uma enorme quantidade de dados que é armazenada e processada automaticamente. Além disso, existe o Machine Learning, ou aprendizado de máquina. Ele é capaz de criar conhecimento novo e preditivo acerca do comportamento do cliente. 

    Os Benefícios da Aplicação da Inteligência Artificial em VendasInteligência Artificial em Vendas

    Se por um lado a ‘lábia de vendedor’ tem pouco impacto, por outro lado estas informações que chegam sobre a jornada de compra do cliente fazem toda a diferença.

    Ainda neste artigo você vai ver como isso acontece. Mas, antes, vamos dar uma olhada em outros benefícios da Inteligência Artificial em Vendas.

    Com a crise, os recursos de toda ordem estão escassos. Fazer mais com menos é nossa única opção. Neste sentido, a automação de processos torna-se vital, porque assume o serviço operacional nas rotinas de trabalho. E faz isso com incrível rapidez e precisão.

    A Inteligência Artificial associada ao CRM – Customer Relationship Management – facilita em muito a vida do vendedor, abrindo espaço para ele se dedicar a clientes mais quentes, que carecem de um atendimento mais demorado.

    Também é possível se beneficiar da análise de outros dados, como transações comerciais, histórico de clientes e cálculo do valor de cada um para o negócio como um todo. 

    Aliás, pode-se ainda identificar fraudes ou falhas no processo, antecipar problemas e sugerir soluções adequadas para vários cenários possíveis.

    Isso tudo, apesar de estar relacionado a Vendas, possibilita uma visão mais geral do negócio. O sistema pode dispor as informações em um único painel, gerar gráficos comparativos e apontar tendências. Tudo baseado em dados confiáveis e exclusivos. 

    Estes benefícios facilitam a vida do vendedor e integra a operação comercial às demais áreas, proporcionando condições para tomadas de decisão rápidas e mais assertivas em relação aos clientes. 

    Dicas Infalíveis para você Turbinar seu Processo Comercial

    Inteligência Artificial em Vendas

    Como vimos no início deste artigo, o distanciamento social tem mudado os hábitos das pessoas, que ficam ainda mais tempo na internet. Também já citamos a necessidade da boa presença digital das empresas durante a jornada de compra do cliente. 

    Isso expõe com clareza a necessidade da elaboração de um eficiente Plano Estratégico de Marketing Digital. Sem ele fica muito difícil atrair leads qualificados para a equipe de Vendas. 

    Vale ressaltar também a importante aplicação do Machine Learning no Marketing Digital. São poderosas ferramentas, capazes de otimizar campanhas e entregar resultados significativos.

    Vamos agora às cinco dicas de ouro para turbinar sua equipe de Vendas, com Inteligência Artificial.

     

    1 – Qualificação de Leads

    Sem a qualificação dos leads, você corre o risco de perder tempo com clientes que não estão prontos para comprar. Quantas ligações seu time faz para medir a ‘temperatura’ dos leads? Quantas horas da semana a equipe de Vendas dedica à análise dos dados? 

    Isso não é mais necessário porque o algoritmo aplica um sistema automático de pontuação, o scoring. Isso é feito com base nos dados do histórico de comportamento.  Quanto mais próximo do perfil do cliente que você pretende atrair – a persona – maior é nota. 

    Com isso, o acompanhamento fica mais eficiente e rápido, dando condições para o vendedor priorizar os clientes certos, no momento certo, com a oferta certa. 

     

    2 – Personalização da Abordagem

    Recebendo este minucioso detalhamento das informações sobre cada lead, o vendedor tem condições de criar uma narrativa personalíssima. Essencial para que possa conquistar o maior engajamento possível.

    A personalização gera também a oportunidade de melhorar a segmentação por perfil de comportamento ou atributos específicos identificados no processo de engajamento. 

    Exemplo: empresários de Ribeirão Preto, interessados em Assessoria de Imprensa Inteligente, que interagiram com nossa campanha de Marketing nas redes sociais, nos últimos quatro meses.

    Para este segmento o vendedor pode elaborar uma abordagem estruturada. De tal forma que possa compartilhar conteúdos relacionados ao tema ou convidá-los para participar de um evento. Enfim, inúmeras aproximações são possíveis e pertinentes. 

     

    3 – Redistribuição de Territórios

    Normalmente os territórios são distribuídos com base em critérios geográficos. Não raramente, algum vendedor corre o risco de ficar com clientes menos promissores que outros. 

    Por meio da análise preditiva, realizada com a ajuda da Inteligência Artificial, é possível fazer esta distribuição dos territórios com base em pontuação. Ou seja, identificando as regiões onde estão os melhores prospects.  

    Isso otimiza a estrutura dos times, elimina a pressão sobre vendedores em regiões menos concentradas e aumenta a chance de fechar bons negócios.

     

    4 – Expansão de Novos Mercados

    Com este novo mapeamento nas mãos, os times de Vendas passam a ajudar a empresa a identificar novos mercados em ascensão.

    Com a modelagem preditiva, torna-se possível realizar investimentos em regiões com grande potencial de receita e pouco exploradas pela concorrência. 

    Ou ainda, validar ações de Marketing para testar a capacidade de resposta destes novos mercados. Neste caso, a empresa consegue encontrar potenciais clientes antes de realizar o investimento na região, com técnicas de Venda e Marketing. 

     

    5 – Consciência da Marca

    Este alinhamento entre Vendas e Marketing propicia a combinação de estratégias. Por exemplo, com anúncios dinâmicos, programados a partir de análises preditivas das contas mais relevantes.  

    Isso assegura que a marca esteja numa posição privilegiada na mente do cliente, para o qual o vendedor vai ligar. Quer dizer, com base na pontuação preditiva você segmenta estes clientes e põe em prática uma ação de remarketing.

    O vendedor chega com a estrada pavimentada. Isto é, com reconhecimento da autoridade da marca e a percepção de valor já trabalhada, facilitando o fechamento. 

    .x.

    Cada uma destas ações isoladamente já podem provocar um grande salto de qualidade no processo comercial das empresas. Imagine se elas forem aplicadas de forma conjunta e coordenada?

    Quem turbina a equipe de Vendas com a ajuda do Machine Learning dá grandes passos à frente em relação à concorrência e insere a empresa neste novo mercado, cada vez mais automatizado.

    Gostou do nosso artigo? Entre em contato com a gente e conte sobre suas expectativas em relação ao uso da Inteligência Artificial em Vendas.